Prefeitura de Franco da Rocha inaugura centro de atendimento para pacientes com coronavírus

Muitos municípios brasileiros estão gerando experiências-referência no combate à pandemia da Covid-19. Seguindo orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde), em colaboração com os governos estaduais e atentos às suas realidade locais, as Prefeituras têm elaborado e implementado ações para achatar a curva de contágio promovendo o isolamento social; ampliar as condições de atendimento no sistema de saúde; e garantir a segurança alimentar da população, em especial, dos setores mais vulneráveis.

Um dos principais desafios no combate à Covid-19 é justamente a preparação do sistema de saúde para atender à demanda, que aumenta exponencialmente quando o contágio atinge seu pico, conforme mostra a experiência de diferentes países pelo mundo. Esse pico leva à superlotação dos hospitais, esgotamento dos leitos, e o consequente estrangulamento dos sistemas de saúde, geralmente, despreparados para atender demanda tão aguda.

Nesse sentido, a Prefeitura de Franco da Rocha ergueu, em dez dias, um Centro de Observação e Triagem para Atendimento ao Coronavírus. O espaço foi inaugurado hoje (7 de abril), vai funcionar 24 horas por dia e conta com cerca de 70 profissionais de saúde.

O equipamento está preparado para realizar testes rápidos e atender pacientes encaminhados pelas unidades básicas de saúde, pela UPA da cidade e também aqueles e aquelas que se dirigirem diretamente até lá. São 40 leitos preparados para atender pacientes com sintomas leves a moderados. Os casos mais graves serão encaminhados para as UTIs.

A mobília do centro de atendimento vem do antigo Hospital Psiquiátrico do Juquery, e foi recuperada e reformada por uma equipe da Prefeitura.

Mesmo com a estrutura preparada, o prefeito Kiko Celeguim destaca a importância do isolamento social para evitar novas contaminações: “Nossa luta contra o coronavírus é um esforço coletivo”, afirmou ele. “Nosso comprometimento com o isolamento social é o que vai determinar o quanto vamos precisar desses leitos”.

Leave a Reply