Webinário começa debatendo implementação dos ODS e da NAU nos municípios do Norte e do Nordeste

O Webinário Norte/Nordeste do projeto Parceria pelo Desenvolvimento Sustentável começou na manhã desta terça-feira, 16, com o painel Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Nova Agenda Urbana (NAU) nos Municípios. Cerca de mil pessoas acompanharam o debate nas três plataformas – Facebook, YouTube e hot-site do projeto, vinculado ao site da ABM.

Eduardo Tadeu, diretor-executivo da ABM, abriu os trabalhos e coordenou a mesa.

O primeiro a falar foi Stefan Agne, chefe do setor de cooperação da Delegação da União Europeia no Brasil. Agne saudou os participantes e destacou a importância de se fortalecerem as capacidades das autoridades locais para que possam liderar processos de desenvolvimento sustentável mais efetivos. Segundo ele, essa é uma das razões fundamentais para a parceria da União Europeia com a ABM no projeto Parceria pelo Desenvolvimento Sustentável.

Gilmar Dominici, secretário-executivo da ABM e coordenador do projeto, falou em seguida. Ele apresentou as premissas e o histórico do projeto, bem como mostrou os passos seguidos até aqui e as ações desencadeadas, como as oficinas, seminários e o Observatório de Políticas Públicas.

Representando o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), sua assessora de desenvolvimento territorial, Ieva Lazareviciute, enfatizou que os ODS se inter-relacionam; e que governança eficiente se baseia em princípios de inclusão, produtividade e resiliência. Para tanto, é preciso dar a devida atenção às tantas desigualdades que atingem a população, como entre homens e mulheres e pessoas negras e pessoas brancas.

Rodrigo Perpétuo, secretário-executivo do Secretariado Regional do ICLEI para a América do Sul, mostrou que a pandemia da Covid-19 acentua problemas que a humanidade nunca conseguiu resolver, como a pobreza, a falta de acesso à água potável e à alimentação segura por boa parte da população, a questão do racismo, tão latente nas últimas semanas, e demais questões de desigualdades.

A coordenadora do Programa Cidades Sustentáveis, Zuleica Goulart, falou da plataforma impulsionada pelo programa, que sistematiza boas práticas municipais e oferece aos municípios integração a uma agenda global, atentando para as dimensões social, ambiental, econômica, política, cultural e de forma alinhada com os ODS. São 241 os municípios signatários do programa.

O Prof. Henrique dos Santos Pereira, da UFAM, apresentou o projeto Atlas ODS Amazonas, que ele coordena. O projeto versa sobre a territorialização dos ODS nos municípios do Amazonas, buscando contribuir para a nacionalização da Agenda 2030.

A Prof. Wanderleya Farias, da UFPB, apresentou o projeto de extensão do qual faz parte, através do Departamento de Economia da universidade. O projeto busca construir diagnóstico sócio-econômico e ambiental, a fim de oferecer conhecimento mais detalhado de indicadores nos municípios da Paraíba, e favorecendo a aplicação da Agenda 2030 no estado.

Fechando os debates do dia, Rebecca Ramos apresentou o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia. Segundo ela, o Pacto dialoga diretamente com os ODS 11 e 13 – Cidades e Comunidades Sustentáveis e Combate às Alterações Climáticas -, compreendendo que todos os ODS se inter-relacionam entre si e que a luta pelo clima e a energia é transversal. O Pacto reúne 10 mil municípios em âmbito global.

O vídeo do debate permanece disponível no canal da ABM no YouTube, na página da ABM no Facebook e no hot-site do projeto Parceria pelo Desenvolvimento Sustentável, vinculado ao site da ABM. Todas as apresentações estarão em breve disponíveis no hot-site do projeto.

Nesta quarta-feira, 17, a partir de 10h (horário de Brasília), o webinário segue, com a apresentação de boas práticas municipais das regiões Norte e Nordeste na implementação dos ODS e da NAU; a apresentação do Observatório de Políticas Públicas; e a leitura da Carta dos Prefeitos. O Webinário Norte/Nordeste é parte do projeto Parceria pelo Desenvolvimento Sustentável, uma realização da ABM com financiamento da União Europeia.

Leave a Reply