Tecnologia é essencial para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, diz ONU

Tecnologia é essencial para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, diz ONU

As tecnologias de informação e comunicação são fundamentais para a economia moderna e para acelerar o sucesso das ações em andamento em todo o mundo para alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) propostos pelas Nações Unidas. A iniciativa da ONU, já assumida por várias nações, prevê que os ODS devem ser implementados por todos os países até 2030. A informação é da ONU News.

Em uma publicação recente, mais de 20 líderes de agências e programas da ONU partilharam suas perspectivas sobre como e porque a questão é fundamental. O lançamento da publicação coincide com a realização do Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas sobre o Progresso na Implementação dos ODSs, que começou na última segunda-feira (10) e prossegue até 19 de julho próximo na sede da ONU, em Nova York.

Com o tema “Erradicando a pobreza e promovendo prosperidade em um mundo que está mudando”, o fórum está revisando o progresso de seis dos ODSs, incluindo o número 9, que objetiva fomentar a inovação tecnológica e o aumento da infraestrutura, principalmente nos países mais pobres, visando apoiar a população e o desenvolvimento econômico. Embora as tecnologias de informação e comunicação estejam ligadas de forma mais próxima a este ODS, a nova publicação destaca que elas têm um papel fundamental para que todos os 17 objetivos sejam alcançados.

No prefácio da obra, o secretário-geral da ONU, António Guterres, destaca que o impacto da revolução digital está se tornando mais evidente a cada dia. Ele destacou que a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável reconhece o grande potencial da conectividade global para estimular o progresso humano. “O relatório apresenta evidências de como as agências da ONU estão adotando e adaptando as tecnologias de informação e comunicação para maximizar seu impacto e ajudar pessoas que precisam”, frisou.

Cinco pontos

A União Internacional das Telecomunicações (UIT), destaca cinco áreas como lições da publicação. Uma delas é garantir que ninguém seja deixado “offline”. Segundo a agência da ONU, cerca de metade da população do mundo, ou 3,9 bilhões de pessoas, ainda não têm acesso à internet.

Os outros quatro pontos incluem: reconhecer o fator catalizador das tecnologias de informação e comunicação para inovação e mudança; colocar as pessoas em primeiro lugar; desenvolver ações imediatas para alavancar essas tecnologias; e criar novas e inovadoras parcerias.

O relatório foi coordenado pela UIT e escrito em uma ação colaborativa entre 29 programas da ONU, agências especializadas e organizações internacionais. A UIT desenvolveu uma plataforma online que descreve oportunidades para as tecnologias de comunicação e informação em apoio aos ODSs.

Fonte: ONU News